A atenção especial que deve ser dada ao Fósforo (P) na nutrição do solo

Os solos brasileiros são antigos e sofreram muitas transformações no decorrer do tempo devido ao clima tropical em que se encontram. Esses solos tendem a ser mais ácidos e apresentarem uma baixa fertilidade, o que traz ao produtor rural a necessidade da construção da fertilidade de seu solo. Nesse contexto, o fósforo (P) é um nutriente que necessita de atenção especial.

Devido à alta acidez do meio, na maioria das vezes, o P se encontra fixado no solo, resultando em uma menor disponibilidade desse nutriente para a absorção pelas plantas. Em outras palavras: os solos brasileiros no geral são deficientes em fósforo, o que limita a produção agrícola.

Essa limitação ocorre pois o P desempenha funções muito importantes no metabolismo das plantas, como a geração de energia (e por isso está relacionado a todos os processos que envolvem gasto energético), produção de proteínas, estrutura do material genético, dentre outras, que evidenciam seu papel como macronutriente.

Por isso, a adubação fosfatada é uma grande aliada do produtor, seja qual for a cultura. A fosfatagem, por exemplo, é uma prática corretiva realizada em pré-plantio que visa a aplicação de altas doses de fertilizantes fosfatados para que uma maior concentração de P fique disponível na solução do solo, melhorando a nutrição das lavouras.

Para a correção do teor de P no solo, a análise química é muito importante, pois ela que apontará quanto de P o solo possui e o quanto ele ainda necessita para alcançar uma fertilidade adequada. Sendo assim, a interpretação da análise de solo é a principal ferramenta na tomada de decisão do produtor rural em relação a adubação fosfatada, o que interfere diretamente na aquisição e aplicação de fertilizantes, e principalmente nomanejo da área da propriedade rural.

Com a plataforma InCeres a análise dos dados de fertilidade estão ao alcance do produtor: Com a inserção da análise de solo na plataforma é feita a interpretação dos teores de P na área, dando suporte ao produtor para que ele realize o manejo mais adequado para as necessidades de seu solo, possibilitando uma boa nutrição das plantas e o alcance das produtividades esperadas, na medida  certa sem exagero ou deficiência.

Para se alcançar bons resultados é imprescindível fazer a adubação nitrogenada.

O nitrogênio é o nutriente que mais limita o crescimento das plantas, pois participa de importantes processos no metabolismo vegetal, como na fotossíntese, na síntese de aminoácidos e proteínas e na transferência de energia.
Por isso, a adubação nitrogenada é imprescindível para se alcançar bons resultados em uma lavoura.
A recomendação desse nutriente para a nutrição de culturas agrícolas é feita com base nos boletins de adubação, principalmente. Isso se deve ao fato de que a análise de nitrogênio do solo não é um processo feito comumente devido às suas várias limitações.
Para alcançar resultados mais precisos na aplicação de nitrogênio, na maioria das vezes, o produtor deve optar por aplicar maiores taxas de fertilizantes nitrogenados em áreas mais responsivas, visando a elevação da produtividade e a economia de seus recursos que levarão a uma maior sustentabilidade do sistema.
Por outro lado, o uso excessivo desses produtos podem causar sérios impactos ambientais devido a lixiviação do N no perfil do solo, podendo ocasionar contaminação de lençóis freáticos, e também a volatilização de N na forma de amônia, contaminando a atmosfera.

Com uma recomendação de adubação adequada é possível minimizar o impacto ambiental, economizar recursos do produtor, aumentar a produtividade e consequentemente maximizar os lucros da propriedade.

A tecnologia surge como uma grande aliada do produtor nesse ponto. Ferramentas como o Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) podem ser utilizadas para se realizar uma recomendação assertiva e em áreas de maior resposta a esses fertilizantes.

Com a InCeres essas tecnologias estão a um clique do produtor rural.
A plataforma InCeres possui ferramentas que auxiliam o produtor na tomada de decisão sobre cada um dos talhões da propriedade, além de fornecer a recomendação de adubação nitrogenada de acordo com as necessidades da planta, aumentando a eficiência do uso de fertilizantes e fornecendo soluções necessárias ao produtor rural.