Você sabe quais os efeitos das mudanças climáticas na agricultura brasileira? Descubra como a InCeres pode te ajudar neste contexto

Os efeitos das mudanças climáticas na agricultura podem ser muito negativos. Isso acontece porque as alterações de temperatura e umidade podem ser prejudiciais para o desenvolvimento de uma plantação. Isso, sem dúvida, afeta a produtividade das fazendas e os lucros do agricultor. 

Essas mudanças climáticas acontecem por fatores variados. Segundo estudos do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), 90% do aumento da temperatura da terra são causados pela ação humana. Os outros 10% são causados por processos naturais.

Com isso em mente, é preciso pensar nas consequências das mudanças climáticas na agricultura brasileira e como os agricultores podem se preparar para enfrentar esse problema sem perder a eficiência de suas plantações. Tudo isso será apresentado neste texto, pela InCeres.

Dessa forma, se você quer saber mais sobre este tema, continue esta leitura!

O que são e o que causam as mudanças climáticas?

Nos últimos anos, as temperaturas médias do planeta aumentaram. A distribuição das chuvas entre os dias já não é mais a mesma. Além disso, episódios de seca, calor intenso, tempestades e geadas estão cada vez mais comuns no dia a dia. Mas por que isso está acontecendo? 

Na verdade, as mudanças climáticas são definidas, cientificamente, como as transformações nos padrões de clima e temperatura que acontecem a longo prazo. Como já dissemos, essas alterações podem ser naturais ou causadas e aceleradas pelo homem.

As mudanças climáticas causaram sérios impactos na agricultura

As variações no ciclo solar são uma das causas que mudaram o clima da Terra ao redor da história. Entretanto, após 1800, com a eclosão da Revolução Industrial e da urbanização, os homens se tornaram o principal agente do aquecimento do planeta. Isso acontece devido à queima de combustíveis fósseis.

As mudanças climáticas na agricultura já são perceptíveis para todos. Essas alterações, no entanto, ainda devem aumentar ao longo do tempo. Por isso, é preciso entender as consequências do aquecimento global para as plantações e como se adaptar a essa nova realidade. 

As consequências das mudanças climáticas na agricultura brasileira

Como as mudanças climáticas afetam o mundo inteiro, a agricultura não está passando ilesa por esse processo. Dessa forma, elas estão modificando a produção agrícola e prejudicando os seus resultados finais.

Isso acontece porque as mudanças climáticas aumentam o nível de incerteza dos produtores

Na prática, isso significa que não é mais possível prever quando será realizado o plantio. Ou seja, o cronograma do produtor já não é o mesmo.

Estas alterações nas datas de plantio tem impacto direto nos resultados finais da colheita. Afinal, antes do plantio é importante estabelecer estratégias para uma boa produção. Deste modo, ao ter o calendário modificado, o produtor perde sua segurança. 

Como se preparar para enfrentar as mudanças climáticas na agricultura?

Assim, para que a produção agrícola continue eficaz e capaz de suprir as demandas necessárias é preciso enfrentar esses desafios. 

Investir em tecnologias é uma boa maneira de amenizar os impactos das mudanças ambientais

Para isso, os produtores rurais precisam aprender a inovar. Dessa forma, a prioridade é buscar soluções que amenizem os efeitos das mudanças climáticas na agricultura. O que faz alguns investimentos serem extremamente necessários.

Atualmente, com os avanços tecnológicos existem diversas ferramentas disponíveis no mercado. Elas oferecem a possibilidade do produtor se preparar para enfrentar este cenário.

InCeres: software inteligente que reduz os impactos das mudanças climáticas

A InCeres oferece soluções para quem está procurando abrandar os efeitos das mudanças climáticas na agricultura

Nossa empresa auxilia o produtor a se planejar neste contexto. Deste modo, com a ferramenta de Planejamento Integrado de Talhões (PIT), ajudamos a criar uma estratégia de priorização dos talhões. Logo, observamos as indicações mais adequada de:

  • tecnologia a ser empregada (agricultura de precisão em grande, zonas de manejo ou agricultura convencional);
  • política nutricional (investimento, recuperação ou manutenção da produtividade);
  • posicionamento da genética.

Com este planejamento o agricultor terá condições de ter um bom nível de produção mesmo com eventos climáticos mais severos.

Após a seleção e priorização dos talhões, a InCeres auxilia o produtor a se planejar. Tudo isso utilizando as ferramentas da nossa plataforma. 

Assim, o objetivo é  aumentar o crescimento radicular das plantas, para que elas tenham mais acesso à água e nutrientes. Com isso, a lavoura fica mais resistente. 

Posteriormente, a InCeres ainda possibilita analisar a eficácia das estratégias adotadas e implementadas. 

Nossa empresa faz isso cruzando os dados de monitoramento das lavouras (análises foliares, imagens de satélites e informações visuais de campo) com as produtividades obtidas (dados das colheitadeiras). 

Todas estas análises podem ser feitas diretamente na plataforma ou ainda em nossa ferramenta de Business Intelligence (BI).

Tudo isso por meio de um software inteligente para gestão. Afinal, ele permite planejar, implementar as ações e controlar para obter melhores produtividades e consumo eficiente de insumos. 

Em um contexto onde as mudanças climáticas na agricultura estão cada vez mais impactantes, pensar em soluções inteligentes é indispensável.

Quer conhecer mais sobre o trabalho da InCeres? Entre em contato conosco e conheça mais sobre os nossos serviços.

Até mais!

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *