Existem muitas maneiras e práticas fáceis para agregar velocidade e produtividade à sua consultoria agrícola, saiba mais.consultoria-mais-rápida

Tempo é dinheiro, todo mundo sabe disso e muito bem. E para quem está entrando no mundo do empreendedorismo agora – ou para quem já habita este nicho há algum tempo – sabe que não é tão fácil assim saber como conseguir mais tempo e dinheiro nos processos.

Por mais que isto seja difícil, existem soluções acessíveis e de uso prático, como as tecnológicas criadas para o campo, criadas para substituir procedimentos manuais, acelerar processamentos ou entregar uma gama maior de informações de maneira fácil e compreensível.

Quer saber mais sobre que soluções são estas? Como aplica-las ao teu negócio? Saber se é difícil ou não ter acesso a elas e como operá-las?

Então é hora de responder a questão-chave do artigo: como posso tornar minha consultoria de Agricultura de Precisão mais rápida e eficiente? A InCeres te mostra agora, acompanhe.

 

Cloud computing: processamento em nuvem

Foi-se o tempo em que as nuvens significavam somente a chegada (ou a falta) de chuva no campo. A cloud computing, ou computação em nuvem, já é uma realidade no campo brasileiro e traz enormes benefícios aos seus adeptos.

A computação em nuvem agrícola foi a chave para a mobilidade dos profissionais do campo, antes presos a máquinas desktop e conexões de internet à cabo. Vivemos na era da conectividade, do campo e da tecnologia trabalhando em conjunto, e a computação em nuvem permitiu que os consultores, por exemplo, sejam empoderados com a chance de tomar a decisão ali, direto no campo, lado-a-lado com a realidade de seus clientes, analisando as informações obtidas do solo, de produtividade, imagens de satélite, enfim, uma vasta gama de dados que podem ser consumidos e processados fora do escritório.

Isto permite ao consultor agrícola dar mais transparência e qualidade ao trabalho efetuado no campo, no trato diário de você, ou sua equipe, com seus clientes finais, analisando os dados processados nas plataformas digitais, mas vendo na prática, direto no campo, a qualidade com que as decisões e estratégias tomadas estão sendo feitas.

Além da conectividade permitir maior mobilidade no campo, a computação em nuvem agrega outro grande valor ao seu usuário: maior segurança de seus dados. A era das cópias físicas, do armazenamento em desktops, HD’s externos, pendrives, ou mesmo planilhas e relatórios em papel, já se foi.

A computação na nuvem agrícola permite que seus dados sejam armazenados com extrema segurança e com fácil acesso a você ou quem você permite que os acesse. Sejam membros de sua equipe, sejam clientes finais que desejam ter maior conhecimento e contato com suas próprias informações.

Mas o papo de hoje, neste artigo, é rapidez e eficiência, correto? A computação em nuvem marca ponto positivo em mais um critério! Os dados coletados de seus clientes no campo, quando armazenados em plataformas e sistemas ligados à computação em nuvem, possuem um acesso muito mais rápido que os softwares desktop.

E mais: em termos de rendimento, o processamento de dados em plataformas digitais vinculadas a nuvens permite processamentos até 10x mais rápidos com relação aos softwares tradicionais, permitindo assim uma produtividade maior de sua equipe em uma mesma janela de tempo, sem necessidade de aumentar equipe ou cair em softwares lentos que afetam a produtividade e o fluxo de trabalho de seus colaboradores.

Relatórios automatizados em um clique!

Este tema agrega tantos pontos positivos aos consultores agrícolas que já foi protagonista de um workshop da InCeres, que mostra a geração completa dos relatórios em poucos minutos. Se ficou curioso, você pode acessar e assistir o workshop clicando aqui.

Em poucos minutos você tem acesso à um book completo de relatórios, composto por mapas de recomendação, fertilidade (em diferentes interpolações), mapas de compactação do solo e textura, além de mapas de produtividade e informações de NDVI e RGB obtidas das imagens de satélite.

É um modelo muito prático, fácil e rápido, onde todas as informações são selecionadas em um único clique, processada em poucos minutos e sem a necessidade de fazer o trabalho manual de seleção de diferentes mapas, talhões ou atributos.

Quer saber mais? Assista o workshop produzido por nossa equipe, clicando no link acima, para ver na prática o tempo salvo neste processo utilizando a plataforma InCeres.

Plataforma intuitiva e nacional

Pode até parecer uma dica “boba”, mas ela faz uma diferença enorme no rendimento da sua equipe no campo. Fazer uso de uma plataforma em língua estrangeira apresenta alguns percalços complicados.

Você e sua equipe, caso não tenham domínio claro do idioma da plataforma, nunca vão utilizar seus componentes e funcionalidades por completo, exatamente pelo primeiro motivo. Haverá um processo automático, utilizando as mesmas e seguindo sempre os mesmos passos, ou seja, se este processo for feito errado (ou incompleto) uma vez, será aprendido errado para sempre.

Além da barreira linguística, softwares estrangeiros não estão (em sua maioria) adaptados às realidades do campo brasileiro, as necessidades dos usuários, as especificações de solo, culturas, entre outras variantes que são bem comuns à agricultura nacional.

Na adaptação de conceitos estrangeiros, nativos dos países onde estas soluções tecnológicas foram desenvolvidas, muita coisa se perdeu, se tornou desnecessária e pior: tornou a plataforma pouco intuitiva para uso e com funcionalidades faltantes à realidade do usuário.

A melhor saída para isto? Conhecer, experimentar e fazer uso de soluções tecnológicas genuinamente nacionais, desenvolvidas com base em uma relação profunda com os membros do agronegócio nacional, como os consultores agrícolas, os consultores que já atuam em Agricultura de Precisão e precisavam de uma solução mais eficiente e inteligente para sua rotina de trabalho, além dos agricultores. Somente uma solução desenvolvida nestes parâmetros pode oferecer proximidade com seus usuários, desenvolvimento constante de novas funcionalidades e soluções de acordo com sua realidade, além de ser adaptável a qualquer realidade e variante da agricultura brasileira, seja ela qual for.

Fácil de usar, em português, recheado de funcionalidades úteis para qualquer profissional do agronegócio. Melhor solução para agilizar seus processos e otimizar a produção de sua equipe é difícil de se encontrar.

Criação de padrões

Você sabe, mais do que ninguém, os processos e recomendações mais utilizados em seu dia-a-dia atendendo seus clientes. Este é um bom gatilho para colocar em prática esta dica que vamos dar agora, a criação de padrões.

Os padrões, nas plataformas de Agricultura de Precisão, podem ser criados para diferentes usos por você e sua equipe. Um exemplo claro que podemos dar é logo nas etapas iniciais do processo, na criação da grade amostral.

Com um sistema personalizado para criar a grade amostral, você pode selecionar as diferentes variáveis que mais se encaixam com sua realidade – como número de pontos amostrais, diferentes profundidades necessárias para análise, além das informações de nutrientes que deverão ser analisadas em um segundo momento – e gravar estas informações como um padrão.

Ou seja, sempre que você se deparar com clientes ou novos processamentos em que possa aplicar o mesmo padrão criado anteriormente, você não precisa refazer todo o processo. Basta somente se valer deste padrão na hora de gerar a grade; o processo que já é rápido e eficiente na hora de criar os mapas de fertilidade, se torna ainda mais turbinado pelo uso dos padrões.

A criação e uso de padrões também se torna um aliado na hora de criar equações e recomendações. A plataforma InCeres, por exemplo, oferece aos usuários uma Biblioteca de Equações e Recomendações, onde você pode criar e gravar os padrões mais utilizados na hora de gerar os mapas de recomendações, além das equações mais comuns ao cotidiano de sua equipe.

Isto facilita todo o processo, pois seu time só precisará produzir a equação ou recomendação uma única vez, gravar na Biblioteca e pronto: quando precisar utilizar, em um clique, você seleciona o padrão completo para utilização, com as constantes e variáveis definidas e que podem ser selecionadas conforme necessidade.

Uso de etiquetas com códigos de barra

Aqui chegamos à um tópico que nos permite ser bem claros no discurso: além de aumentar a qualidade do trabalho de amostragem, o uso de etiquetas proporciona um rendimento operacional superior a 10% no tempo de coleta em relação a identificação manual. O usuário pode sair do escritório com as etiquetas prontas, ou gera-las no campo quando este leva consigo.

Se na própria geração da grade amostral e criação de padrões, como observamos no tópico acima, você já ganhava tempo e produtividade, uma simples etiqueta dá sequência nos ganhos para a sua equipe.

Isto por que, com um sistema de geração de etiquetas autocolantes, você coleta o solo do ponto e na mesma hora já imprime a etiqueta com o código de barra correspondente, com todas as informações necessárias e vinculadas somente aquele ponto exclusivo.

Sem trabalho manual de escrever nos saquinhos, sem confusão de informações ou mistura de pontos coletados, sem problemas na hora de identificar qual ponto é referente à qual local. Com este sistema, sua equipe de amostradores consegue coletar 10% mais pontos que anteriormente, otimizando seus trabalhos e permitindo janelas de tempo para se dedicar a outros processos da consultoria.

Nas etiquetas, você encontra informações para leitura do laboratório sobre: Dados cadastrais; Tipo de análise; Entrada no sistema de banco de dados do laboratório sem digitação alguma; Integração com o banco de dados do sistema InCeres; além de maior controle da informação e facilidade de leitura para armazenamento na plataforma InCeres.

Integração com laboratórios

Outro ponto que também já foi abordado em outro conteúdo produzido por nós aqui da InCeres; a relação entre consultorias e laboratórios tem muito à se desenvolver quando, no meio deste caminho, existe um software de qualidade e inteligência artificial suficiente para automatizar este processo.

Mais uma vez, o fator decisivo para ganho de rendimento da sua equipe no campo é o fato das tarefas manuais serem tiradas de prática. Chega de copiar e colar colunas, com alta chance de erros humanos que influenciem nos resultados.

A importação automática dos laudos laboratoriais é de grande auxílio para ter mapas de fertilidade mais precisos, elimina o tempo gasto em integrações e importações manuais nos sistemas, além de mostrar – conforme a grade amostral gerada e coletada anteriormente – quais pontos estão com todos os atributos selecionados previamente, quais estão com discrepâncias no solicitado e, melhor ainda, quais estão faltando.

Isto garante maior transparência ao processo efetuado, maior segurança para você e sua equipe de que a amostragem e análise estão sendo feitas com qualidade, e maior confiança aos clientes finais, que veem na prática uma consultoria eficiente sendo posta em prática em seu negócio ou fazenda.

Fica aqui mais uma vez o convite: acesse o link e leia o artigo completo da InCeres falando sobre os benefícios da integração entre Consultorias e Laboratórios, apontando os caminhos mais seguros para conquistar mais esta vitória no campo.

Obrigado pela atenção de sempre, se você gostou do artigo, compartilhe com seus contatos ou redes sociais. Até a próxima!